Vendas nos supermercados têm alta real de 0,66% de janeiro a julho

As vendas do setor supermercadista subiram 0,66%, em valores reais (descontada a inflação do período pelo IPCA) de janeiro a julho deste ano, na comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo levantamento da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Em relação a junho, as vendas apresentaram alta de 7,58%, e avanço de 4,20% ante o mesmo mês de 2015, de acordo com a pesquisa.

Em valores nominais (sem considerar a inflação), as vendas do setor subiram 8,14% em relação ao mês anterior e, quando comparadas a julho do ano anterior, alta de 13,31%. No acumulado do ano, as vendas cresceram 10,27% em valores nominais.

Feijão e leite lideram alta de preços
No mês de julho, a cesta de produtos Abrasmercado, pesquisada pela GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da Abras, subiu 2,96%, passando  de R$ 473,31 para R$ 487,34. No acumulado do ano, de janeiro a julho, a cesta apresentou alta de 17,60%.

As maiores altas de preço foram constatadas em produtos como feijão e leite longa vida, segundo a Abras. Já as maiores quedas registradas foram em itens como cebola e batata.

Em julho, a maior alta de preço foi registrada na Região Centro Oeste (3,84%), com a cesta regional chegando a R$ 471,38.  A cesta mais cara continua sendo a da Região Sul do País, que custou em julho R$ 535,99.

Fonte: G1

Imprensa: 

Ivana Lage – (62) 3328-0008

jornalismo@cdlanapolis.com.br

Posts Relacionados