Programa nacional de desenvolvimento do varejo apresenta tecnologias para micro e pequenas empresas

A capital federal recebeu nesta quinta-feira (16) o primeiro evento do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo (PNDV) para disseminação do Inova Varejo, iniciativa da CDL Jovem que oferece ferramentas tecnológicas em beneficio do o setor de comércio e serviços.

A ação, que faz parte do convênio firmado entre a CNDL e o Sebrae para elaboração de propostas de políticas para melhorar o ambiente de negócios no varejo, aconteceu na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF), em Brasília.

Para o presidente da CDL-DF, José Carlos Magalhães, o objetivo principal do Inova Varejo dentro do PNDV é fazer com que as empresas locais e varejistas possam utilizar as tecnologias disponíveis a um baixo custo. “O projeto traz para os lojistas o conhecimento da tecnologia e com usá-la com o objetivo de alavancar os negócios, conhecendo os clientes. Todos nós sabemos que entender o cliente é ponto chave dos negócios”, avaliou.

O coordenador nacional da CDL Jovem, Pablo Guterres, ressaltou que a ideia do Inova Varejo foi aproximar o micro e pequeno empreendedor das ferramentas de inovação. “Precisávamos desmistificar a ideia que usar tecnologia é uma coisa complicada e fazer o trabalho de facilitação para esse empreendedor”.

O Inova Varejo conta mais de 50 ferramentas de inovação, em sua maioria aplicativos. “Fizemos uma curadoria para elencar os mais impactantes para os empresários”, completou Guterres.

O evento contou ainda com a consultoria da especialista em Inovação, Simone Bazzan.

Acesse aqui o Inova Varejo e conheça as ferramentas tecnológicas disponíveis no programa.

PNDV– Lançado em outubro do ano passado, o PNDV foi desenvolvido com o objetivo de melhor o ambiente de negócios e acelerar o desenvolvimento de vantagens competitivas no setor varejista, por meio da identificação, proposição e disseminação de Políticas Públicas e do fortalecimento das lideranças do setor. O Inova Varejo apresentado hoje em Brasília, será propagado em outras 12 capitais.

O diretor superintendente do Sebrae-DF, Valdir Oliveira, destacou também a importância de um dos pilares do PNDV que é a construção de novas políticas públicas. “O Sebrae e a CNDL são grandes braços de intervenção nas políticas públicas. É o setor produtivo quem tem que propor as mudanças e essa foi a alternativa que encontramos para trabalhar mudanças que vão servir ao setor produtivo, a geração de empregos e ao desenvolvimento do país porque foi identificada e construída pelo setor “, afirmou Oliveira.

O projeto prevê a realização de quatro tipos de eventos para: elaboração de propostas de Políticas Públicas para o desenvolvimento do varejo; disseminação de propostas para o desenvolvimento do varejo e articulação junto aos atores políticos locais; propagação de ferramentas tecnológicas inovadoras e articulação do tema junto ao poder público local e qualificação de lideranças empresariais e dirigentes do Sistema CNDL para melhoria do ambiente de negócios do varejo e estruturação das demandas do setor na agenda governamental.

Todos os eventos vão contar com a participação de lideranças empresariais, dirigentes do Sistema CNDL e representantes do poder público. Ao final do projeto terão sido investidos R$ 3,5 milhões, valor destinado, principalmente, à organização de eventos com líderes e dirigentes lojistas e à criação de políticas públicas para o setor. A CNDL é responsável por 30% do valor do convênio e os outros 70% ficam a cargo do Sebrae. A aplicação dos recursos é de responsabilidade da Confederação, de acordo com as necessidades de cada estado que será beneficiado com a parceria das duas instituições.

Posts Relacionados