Dólar opera em alta em meio a anúncio de pacote de concessões

O dólar opera em alta em relação ao real nesta terça-feira (13), mesmo após discurso na véspera da diretora do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Lael Brainard, suavizar a percepção de que um aumento dos juros nos Estados Unidos poderia ocorrer em breve.

O mercado está reagindo ainda ao anúncio do pacote do governo de concessão ou venda de 25 projetos nas áreas de energia, aeroportos, rodovias, portos, ferrovias e mineração.

Às 13h20, a moeda norte-americana subia 1,87%, vendida a R$ 3,3099. Veja a cotação do dólar hoje.

Acompanhe a cotação ao longo do dia:
Às 9h10, alta de 0,67%, a R$ 3,271
Às 9h49, alta de 1,02%, a R$ 3,2823
Às 10h30, alta de 0,97%, a R$ 3,2807
Às 11h, alta de 1,26%, a R$ 3,2902
Às 11h40, alta de 1,42%, a R$ 3,2954
Às 12h, alta de 1,55%, a R$ 3,2994

Às 12h19, alta de 1,92%, a R$ 3,3115

De acordo com o presidente, o pacote tem o objetivo de ampliar os investimentos para reaquecer a economia, em recessão, e estimular a criação de empregos. A previsão é que 21 desses projetos sejam leiloados em 2017 e, os outros quatro, no primeiro semestre de 2018.

Taxa de juros nos EUA
Na última semana, os investidores reforçaram as apostas de um aumento dos juros nos EUA em breve depois que o presidente do Fed de Boston, Eric Rosengren, declarou que o Fed enfrenta cada vez mais riscos se esperar muito tempo para elevar as taxas.

Nesta segunda-feira, contudo, a diretora do Fed Lael Brainard defendeu cautela para não remover seus estímulos monetários muito rapidamente pela potencial fraqueza no mercado de trabalho e dos riscos de desaceleração econômica do exterior.

Autoridades do Fed entrarão divididas na reunião de 20 e 21 de setembro, com algumas preocupadas que as atuais taxas na economia alimentem um salto na inflação enquanto outras, entre elas Brainard, defendem que o Fed não deve correr para elevar os juros.

Cenário interno
No Brasil, o mercado espera o encaminhamento pelo governo de Michel Temer da proposta de reforma da Previdência até o final do mês, antes das eleições municipais, considerada pelo mercado um dos principais pontos para colocar as contas públicas do país em ordem.

O Banco Central realiza nesta manhã leilão de até 10 mil contratos de swap cambial reverso.

Na véspera, o dólar caiu 0,94%, vendido a R$ 3,2490. No mês de setembro, o dólar avança 0,6%. Contudo, no acumulado de 2016 recua 17,7% frente ao real.

Fonte: G1

Imprensa:

Ivana Lage – (62) 3328-0008

jornalismo@cdlanapolis.com.br

Posts Relacionados