Brasileiro preferiu comprar presente do dia dos pais à vista

Queda nas vendas a prazo no Dia dos Pais não sinaliza retração do setor, diz especialista que alerta ainda sobre termômetro para o Natal. Confira:

O brasileiro preferiu pagar à vista o presente do Dia dos Pais. Levantamento feito pela SPC Brasil e CNDL demonstra que as vendas a prazo caíram 2,18% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Segundo a avaliação das instituições, o indicador mostra que o resultado do Dia dos Pais foi o segundo melhor para data comemorativa em 2017, perdendo apenas para Páscoa cuja alta foi de 0,93%.

Isso acontece porque tanto o Dia das Mães como no Dia dos Namorados as quedas de vendas a prazo foram ainda maiores, registrando -5,50% e -9,61% respectivamente. As diminuições, no entanto, não indicam que o brasileiro tem comprado menos.

Precaução

“Os consumidores estão mais preocupados em não comprometer o próprio orçamento com compras parceladas, por isso houve um redirecionamento para os presentes mais baratos e geralmente pagos à vista”, explicou por meio de nota, Honório Pinheiro, presidente da CNDL.

Para os economistas do SPC Brasil, o agravamento de condições como desemprego elevado, aumento na inadimplência e crédito restrito continuam impactando fortemente o consumidor, que passa a limitar e rever seus gastos.

Expectativas

A venda para o Dia dos Pais funciona como um termômetro para o varejo no segundo semestre do ano. O volume de vendas é usado para avaliar como será o mercado para as próximas datas como Dia das Crianças e Natal.

Posts Relacionados