7 estratégias do comércio para crescer ainda neste ano

Estudo do SPC Brasil e da CNDL mostra o que os empresários pretendem fazer para aproveitar a retomada do segundo semestre. Confira

Boa parte dos empresários de comércio e serviços espera uma retomada econômica ainda neste ano. Por consequências, esperam bons resultados para os seus próprios negócios. Pesquisa do SPC Brasil e da CNDL mostra que 56% dos varejistas entrevistados acreditam que o cenário será melhor para os seus negócios. Outros 47% esperam que o volume de vendas da empresa seja maior.

Entre os 6% que consideram que o semestre será pior para seu negócio, os principais motivos são acreditar que o cenário econômico seguirá ruim e, portanto, atrapalhará os negócios (49%) e porque as vendas estão ruins (39%).

Evidente que a recuperação econômica não é generalizada e ainda são necessários ajustes. Os dados mostram que, apesar do otimismo maior, 43% tiveram que fazer cortes e ajustes no orçamento no primeiro semestre.

Entre os principais cortes estão: funcionários (44%), conta de telefone fixo ou celular (30%) e conta de luz e água (24%). Entre os que tiveram de cortar funcionários, a média foi de dois colaboradores demitidos por empresa. Para atender a demanda dos clientes mesmo com o corte dos funcionários, 30% tiveram de redistribuir as atividades entre outros membros da equipe.

Estratégias

O segundo semestre também requer uma série de iniciativas para conseguir números positivos. Os dados da pesquisa mostram

1. Pagar a maioria das compras à vista (17%);
2. Fazer pesquisa de preços (14%);
3. Fazer uma reserva financeira (13%);
4. Apenas 16% pretendem ampliar o negócio;
5. 15% devem lançar novos produtos;
6. 13% pretendem adquirir equipamentos;
7. 5% devem fazer aplicações financeiras periódicas.

Apesar de todas essas estratégias terem sido mencionadas pelos entrevistados, 51% afirmam não ter ainda um plano para a empresa no segundo semestre.

Posts Relacionados